Filmes Nacionais

por inquietar

Eu gosto de cinema nacional. Eu nasci em 87, então quando eu digo “cinema nacional” estou me referindo aos filmes que foram produzidos dos anos 90 em diante. Só que tem muita gente que não gosta – inclusive muita gente que detesta. Quando o assunto surge num grupo eu defendo o cinema tupiniquim apontando as produções que mais me agradam, mas nunca tinha parado para pensar quantos filmes nacionais eu já vi na vida. Daí resolvi fazer esse post.

Foi baseado na lista de filmes nacionais da Wikipédia. Fui lendo os títulos e lembrando se já tinha visto o filme ou não (procedimento super científico!). Dessa lista brotou uma segunda lista, a de filmes nacionais que eu queria ver mas não vi. Sobre essa uma curiosidade: eu vou mais ao cinema para ver filmes começados em A, B, e C do que para ver filmes iniciados com letras do meio do alfabeto. O que isso significa? Nada, assim como qualquer curiosidade é um fato inútil. 🙂

Exclui da lista filmes infantis que eu vi quando era criança. Eu devo ter visto todos os filmes da Xuxa e dos Trapalhões e sei que eu gostava, mas hoje em dia não lembro quase nada deles…

Por enquanto tem só os títulos mesmo… Com o tempo vou postando a sinopse e comentários sobre os filmes.

Lista de filmes nacionais que eu já vi:

Os melhores:
2 coelhos – Afonso Poyart
Amarelo manga – Cláudio Assis
A concepção – José Eduardo Belmonte
Cidade baixa – Sérgio Machado
Cidade de deus – Fernando Meirelles
O cheiro do ralo – Heitor Dhalia
Tropa de elite 1 – José Padilha
Tropa de elite 2 – José Padilha
Saneamento Básico – Jorge Furtado
Se nada mais der certo – José Eduardo Belmonte
Estomago – Marcos Jorge
Madame sata – Karim Ainouz
Quase dois irmãos – Lúcia Murat
Proibido Proibir – Jorge Duran
A alegria – Marina Méliande, Felipe Bragança
A fuga da mulher gorila – Marina Méliande, Felipe Bragança

Os que eu vi na escola
Bye bye brasil -Cacá Diegues
Carlota Joaquina – Carla Camurati
Vidas secas- Nelson Pereira dos Santos
Guerra de Canudos – Sérgio Rezende
ilha das flores – Jorge Furtado
Narradores de jave – Eliane Caffé
Pra frente Brasil – Roberto Farias

Os mais pretensiosos
Brasilia 18% – Nelson Pereira dos Santos
Federal – Erik de Castro

Os mais bem-sucedidos em fazer cinema de gênero
Belline e esfinge – Roberto Santucci Filho
A meia noite levarei sua alma – José Mojica
Buffu & Spalazini – Flávio R. Tambellini

As melhores comédias
De pernas pro ar – Roberto Santucci
Divã – José Alvarenga Jr.
Muita calma nessa hora – Felipe Joffily
A mulher invisível – Cláudio Torres
Os normais 1 – José Alvarenga Jr.
Os normais a noite mais maluca de todas – José Alvarenga Jr
O corpo – José Antônio Garcia

As experiencias mais bem-sucedidas
Baixio das Bestas – Cláudio Assis
Nina – Heitor Dhalia
Quanto vale ou é por quilo? – Sérgio Bianchi
O som ao redor – Kléber Mendonça Filho

Biografia
Noel – poeta da vila – Ricardo Van Steen
Cazuza – Sandra Werneck e Walter Carvalho
Titãs – a vida ate parece uma festa – Branco Mello e Oscar Rodrigues Alvez

Clássicos
O bandido da luz vermelha – Rogério Sganzerla
Central do Brasil – Walter Salles
Deus e o diabo na terra do sol – Gláuber Rochar
Terra em transe – Gláuber Rocha
Toda nudez será castigada – Arnaldo Jabor
Bicho de sete cabeças – Laís Bodanzky
O que é isso companheiro? – Bruno Barreto
Dona flor e seus dois maridos – Bruno Barreto

Tinha uma boa ideia, mas se perdeu:
Assalto ao banco central – Marcos Paulo
Billi Pig – José Eduardo Belmonte
Verônica – Maurício Farias
Vip’s – Toniko Melo
Os monstros – Luiz e Ricardo Pretti, Guto Parente, Pedro Diógenes
O fim da picada – Christian Saghaard

É bacana, mas só vi por que tava a toa quando passou:
Abril despedaçado – Walter Salles
Amores possíveis – Sandra Werneck
Avassaladoras – Mara Mourão
Bossa nova – Bruno Barreto
Cabra cega – Toni Venturi
Caramuru – Guel Arraes e Jorge Furtado
Deus é brasileiro – Cacá Diegues
Dom – Moacyr Góes
Eu, tu, eles – Andrucha Waddington
For all trampolim de vitoria – Buza Ferraz, Luiz Carlos Lacerda
A guerra dos rocha – Jorge Fernando
O homem do ano – José Henrique Fonseca
Orfeu – Cacá Diegues
Se eu fosse você 1 – Daniel Filho

Vi no festival:
Sertão progresso – Cristian Cancino
Olhos azuis – José Joffily
Enchente – Julio Pecly e Paulo Silva
Cortina de fumaça – Rodrigo Mac Niven
No meu lugar – Eduardo Valente
Subterrâneos – José Eduardo Belmonte

É terrível:
zoando na TV – José Alvarenga Jr.

Vi para saber se o Paulo Minkos atuava bem:
O invasor – Beto Brant
É proibido fumar – Anna Muylaert

Vi sem querer, mas gostei muito:
Antônia -Tata Amaral
Carandiru – Héctor Babenco
O homem que copiava – Jorge Furtado
Redentor – Cláudio Torres
Os 7 gatinhos – Neville d’Almeida
Falsa Loura – Carlos Reichenbach

Filmes nacionais que eu queria ver

Todo mundo viu menos eu:
Dois filhos de francisco – Breno Silveira
Bruna Surfistinha – Marcus Baldin
Chico Xavier – Daniel Filho
Cidade dos homens – Paulo Morelli
Lula o filho do Brasil – Fábio Barreto, Marcelo Santiago
Nosso lar – Wagner de Assis
O paí ó – Monique Gardenberg
Meu tio matou um cara – Jorge Furtado
Se eu fosse voce 2 – Daniel Filho
Meu nome não é Jonhy – Mauro Lima
Estamira – Marcos Prado
Diários de motocicletas – Walter Salles
Olga – Jayme Monjardim

É clássico, mas eu não vi:
Gabriela cravo e canela – Bruno Barreto
Xica da Silva – Cacá Diegues
O quatrilho – Fábio Barreto
Macunaima – Joaquim Pedro de Andrade

Passou no festival, mas não cheguei a tempo:
Querô – Carlos Cortez
5 x favela – Manaíra Carneiro, Wagner Novais, Rodrigo Felha, Cacau Amaral, Luciano Vidigal, Cadu Barcellos
Batismo de sangue – Helvécio Ratton
Xingu – Cao Hamburger
Malu de bicicleta – Flávio Ramos Tambellini
Depois daquele baile – Roberto Bomtempo
O duplo -JULIANA ROJAS

Perdi o fim de semana em que o filme ficou em cartaz num cinema de shopping:
O céu de Suelly – Karim Aïnouz
Cinema, aspirinas, urubus – Marcelo Gomes
zuzu angel – Sérgio Rezende
Eu receberia as piores noticias dos seus lindos labios – Beto Brant
Do começo ao fim – Aluísio Abranches
Elza – Izabel Jaguaribe, Ernesto Baldan

Nem notei quando estreou nos cinemas e to esperando passar na TV
O ano em que meus pais saíram de férias – Cao Hamburger
As melhores coisas do mundo – Laís Bodansky
Salve geral – Sérgio Rezende
O outro lado da rua – Marcos Bernstein
O homem do futuro -Cláudio Torres
400 contra 1 – Caco Souza
A ostra e o vento – Walter Lima Jr.
Houve uma vez dois verões – Jorge Furtado
Lisbela e o prisioneiro – Guel Arraes
Irma Vap – o retorno -Carla Camurati
Muito gelo e dois dedos de água -Daniel Filho
Anjos do sol – Rudi Lagemann
Caixa dois -Bruno Barreto

Quero muito ver, quem tiver cópia pelo amor de deus, me passa!
A festa da menina morta – Matheus Nachtergaele
Garrincha – estrela solitária – Milton Alencar
Os doces bárbaros -Jom Tob Azulay

Talvez já tenha visto, mas não tenho certeza:
Eles não usam black tie – Leon Hirszman
Vestido de Noiva -Joffre Rodrigues

Perdi quando passou na TV
Casa de areia – Andrucha Waddington
Lavoura arcaica – Luiz Fernando Carvalho

Anúncios